espiritualidade

Todo mundo tem a sua cruz: portanto, só nos resta amar

Eu desconheço alguma pessoa que não esteja passando por algum tipo de provação em sua vida. Que não sinta que esteja vivendo grandes batalhas internas e externas. Ou que, de tempos em tempos, não tenha a sua dose de sofrimento. O desânimo e a insegurança bate na porta de cada um. Todo mundo carrega a sua cruz.

É importante que se compreenda isso. Se todo mundo passa por alguma coisa, o que nos resta é amar-nos. Apoiar uns aos outros. Muitas vezes, o comportamento do outro pode nos parecer hostil, absurdo, incorreto e o primeiro impulso que temos é de brigar, criticar, julgar. No entanto, podemos não compreender o que ela está vivendo.

A espiritualidade nos ensina a cultivar um olhar compreensivo e amoroso. A compaixão. Isso pode nos soar um desafio um tanto quanto difícil, mas é neste sentido que a vida nos direciona. A encarnação vem no objetivo de nos fazer evoluir, e a evolução é o desenvolvimento desse amor. Amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

Nós estamos habituados a julgar. Tornou-se natural. Para mudar isso, há de se enfrentar o ego. Somos responsáveis pela vibração que emanamos. As pessoas com as quais convivemos fazem parte da missão que portamos nessa vida. Por desconhecermos o tamanho e o peso da cruz que as pessoas carregam, devemos, em vez de julgá-las, emanar todo amor que nos for possível.

A vida muitas vezes assemelha-nos a uma sucessão de batalhas, com poucos intervalos para descansar. Um tanto quanto turbulenta. Isto acontece porque não vivemos à passeio neste mundo. Em certos momentos, a intensidade é necessária para que o aprendizado aconteça, principalmente se há muita teimosia envolvida. Apesar disso, devemos aprender a lidar com as tribulações da vida com leveza e alegria.

Não desanime. Não desconte nos outros. Não desista. Assuma a responsabilidade sobre sua própria vida. Aceite as suas batalhas. Não pode fugir. Mesmo que você tente ir para outro lugar, haverão novas batalhas, uma vez que você não pode fugir de você mesmo. A própria necessidade de aprendizado irá criar novas situações. Encare-as como responsabilidade. Aceite-as.

Aceitar não é desistir, submeter-se. Mas enfrentar, caminhar para frente, buscar vencer. É sempre bom lembrar: Deus nunca nos dá uma cruz maior do que podemos carregar. E quando necessário, ele sempre envia ajuda.

Ninguém está livre de problemas. Você não é o único com dificuldades nesse mundo. No entanto, você pode confiar no amor. Ele transforma. Aquilo que reside em seu coração possui uma força imensa sobre sua vida. Deixe a luz divina crescer. Torne-se um irradiador das vibrações elevadas. Para isso, basta amar.

 

Anúncios

10 comentários em “Todo mundo tem a sua cruz: portanto, só nos resta amar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s