Caminhe para frente apesar de seus defeitos

Você não precisa ser perfeito agora. Não é este o objetivo desta encarnação. Não é necessário ter encontrado todas as respostas e resolvido todos os seus problemas para fazer alguma coisa. A vida não funciona desse jeito. O importante é ir para frente, dar um passo, caminhar, ir a luta. Não importa o jeito que você faça isso.

Há muitas formas de ir a luta. Estudar, trabalhar, dialogar, chorar, meditar, discutir. Você está, de um jeito ou de outro, tentando lidar com todas as dores que a realidade traz a você. No meio do caminho, você vai aprendendo coisas sobre você, e você trabalha nelas à medida que você puder.

A busca pela autorreforma interna é uma das bases da espiritualidade. Mas ela não pode nos paralisar. Não vamos ser santos de um dia para o outro. E é a própria ação, o trabalho, a tentativa e erro que nos transforma.

Da mesma forma, no esforço contínuo para nos tornar-mos pessoas humildes, não podemos nos autodepreciar, nos rebaixarmos a tal ponto que nos deixe doente do coração. É necessário o difícil caminho do meio: nem autovalor excessivo que nos deixa arrogante, nem diminuir-nos a ponto de perder o amor por nós mesmos. É como disse nosso mestre, “amar o próximo como a si mesmo”.

No plano físico em que vivenciamos o nosso atual momento de nossa existência, não há perfeição. Aqui, estamos todos submetidos as leis da matéria. Não podemos cobrar perfeição dos outros, nem de nós mesmos. Por isso, é mais uma vez necessário repetir: não julgue.

Diante de Deus, somos todos criaturas em evolução. Cada um trabalhando aspectos diferentes de sua vida. Nós temos nossas qualidades, mas também nossos defeitos. Os outros têm seus defeitos, mas também suas qualidades. E muitas vezes, o que é qualidade nossa, é justamente o defeito do outro. E julgamos os outros, muitas até vezes até nos sentindo superior, mas esquecemos que o outro possui qualidades que nós ainda não adquirimos. É simples assim mesmo.

O que acontece é que na maioria das vezes nossas emoções não correspondem aos nossos pensamentos. Nossa razão aponta o correto como determinada atitude. Mas nosso coração quer justamente o contrário. E não é fácil lidar com ele. Porque as emoções, em um certo nível, escapam ao nosso controle.

É necessário que a experiência nos transforme. Deixar que a experiência nos transforme. E ouvir o que as emoções estão querendo nos dizer. Pois no momento em que os sentimentos e os pensamentos apontarem para a mesma direção, encontraremos uma força gigantesca.

Enquanto isso não acontece, vamos continuar caminhando. Aceitar que não somos perfeitos e que só podemos dar um passo de cada vez. Trabalhar aquilo que está a nossa disposição de trabalhar, e confiar que Deus nos trará as ferramentas para lidar com todo o resto.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Caminhe para frente apesar de seus defeitos

  1. Os relacionamentos pessoais e a espiritualidade – ASTROCURA

  2. A importância de orar ao acordar e ao dormir – ASTROCURA

  3. Os relacionamentos pessoais e a espiritualidade #2 – ASTROCURA

  4. Vamos falar sobre a caridade – ASTROCURA

  5. O desânimo, a firmeza e o tempo da espiritualidade – ASTROCURA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s