espiritualidade

Vamos falar sobre a caridade

Todo mundo que participa de algum dos diferentes grupos espiritualistas já ouviu falar da tal de caridade. Apesar disso, não podemos deixar de falar sobre ela, devido a sua fundamental importância no caminho da espiritualidade. Por mais banalizada que ela tenha se tornado nos discursos de alguns, é importante desenvolvermos este tema. E praticá-la. Vamos, nesse pequeno texto, fazer algumas breves considerações sobre a caridade.

Uma coisa é certa. Caridade não é apenas dar esmolas, oferecer comida, arrecadar roupas, visitar os doentes. Todas essas ações são muito importante, mas há mais na caridade além disso. Algumas vezes apenas ouvir alguém já é uma forma de ajudar o próximo.

Há muitas formas de se fazer a caridade. E cada um tem a sua forma de fazê-la. Todo mundo está em condições de ajudar o próximo de alguma forma, nem que seja apenas com uma oração.

A caridade verdadeira não busca atenção e nem reconhecimento. É aquela realizada apenas pelo prazer de ajudar, de servir a Deus e crescer no caminho da espiritualidade. E não é preciso muito para isso. Mais vale o serviço contínuo, regular, do que algum evento especular. A caridade é simples. E ela deve ser feita com humildade. Aquele que ajuda não é superior àquele que está sendo ajudado. Lembre-se de que será mais cobrado daquele que sabe mais.

Não é necessário também grandes quantidades de pessoas para ser considerado uma caridade. Uma pessoa que você ajuda já é muito. Porque todo mundo é uma expressão divina. Todo bem cultivado é multiplicado. À medida que você ajuda alguém a crescer, chegará o momento em que ela também encontrará condições para fazer a caridade dela.

Deve-se tomar cuidado, contudo, para não se machucar no processo. A caridade é primeiro consigo mesmo. Temos que estar bem, firmes, seguros primeiro. No entanto, não precisa esperar a perfeição também. Tudo no seu tempo, no tempo da espiritualidade, que algumas vezes pode ser lento, em outros, extremamente rápido.

A caridade, também, não é feita somente dentro do espaço religioso. Às vezes falamos tanto sobre ajudar os outros e esquecemos-nos daquela pessoa dentro da nossa família que está necessitando de nossa atenção. A caridade tem ser estendida ao nosso cotidiano, deve ser praticada, também, com aqueles com que convivemos diariamente. Temos certa responsabilidade com essas pessoas.

Para fazer o bem, é preciso força de vontade. Para fazer o mal, basta sermos negligentes e não fazermos nada. Temos que buscar construir em nós essa fortaleza interior. Cultivar uma boa disposição de ânimo com todas as criaturas. Desenvolvermos a doçura e a firmeza nas palavras. Colocarmos-nos à disposição da espiritualidade.

Anúncios

9 comentários em “Vamos falar sobre a caridade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s