As práticas espirituais e a transformação de nossa consciência

Vamos começar a entender. A nossa consciência, como um todo, é muito complexa. Há muitas camadas nela e temos pouco acesso a elas. A maior parte do que está guardado no interior da nossa mente não se apresenta a nós o tempo todo. Fica escondido dentro de nossa cabeça. E não temos muito controle sobre o que há ali, e muitas vezes nem conhecimento do que está armazenado em nosso inconsciente.

Há um padrão de comportamento, pensamento e sentimento mais ou menos cristalizado em nossa consciência. Tudo o que acumulamos ao longo de nossas encarnações formam este padrão e este padrão molda nossa relação com o mundo e com nós mesmos. É por isso que não é tão fácil sermos uma pessoa mais evoluída. Sabemos, por exemplo, que precisamos perdoar o próximo, mas aquela mágoa e as lembranças sempre voltam para pertubar a nossa paz. Queremos ser mais amorosos no nosso dia-a-dia, porém, quando nos damos conta, estamos discutindo com o parceiro. Desejamos ir atrás dos nossos sonhos, no entanto, muitas vezes o medo e a insegurança sabotam a nossa iniciativa. Isso porque há uma larga parte de nós mesmos que foge ao nosso controle em um primeiro momento. É este padrão que herdamos de nós mesmos, fruto de tudo o que fomos no passado.

Queremos ser boas pessoas, e tomar para si este primeiro objetivo é o primeiro passo, mas não basta apenas escolher. Não mudamos do dia para noite. Porque há muita coisa guardada dentro de nós que precisa ser limpada, e essas coisas guardadas influenciam diretamente nossa atitudes, sentimentos, pensamentos.

As práticas espirituais, nesse ponto, revelam-se como uma forma estratégica de acessar as camadas mais profundas de nossa consciência e de nela agir. O pensamento, a atenção, os sentidos, a emoção, entre outros elementos que constituem a multiplicidade de práticas espirituais que existem por aí, são chaves que abrem as portas de nossa mente. E elas são capazes de alterar, purificar e tornar flexível estes padrões. Como já falado anteriormente, tudo o que pensamos, alguma hora volta a nossa mente, e quando realizamos alguma prática espiritual, as boas vibrações penetram as camadas da consciência transformando o negativo em positivo por onde passa. Com as práticas, temos a nossa disposição uma ferramenta para internalizarmos os valores que nossos mestres espirituais nos ensinaram e elevarmos nossa vibração.

Mas há de se compreender que não ocorrem mudanças bruscas. É de pouquinho em pouquinho que a transformação da nossa consciência vai acontecendo. É muita coisa para se limpar e tudo está ali há muito tempo. É como se tívessemos que plantar uma árvore desde a semente e cuidar e rega-la até ela crescer em sua formosura. Leva tempo, leva anos. A repetição é a chave. É um passo de cada vez, e a cada dia não se pode dar muitos passos. O processo é lento.

E o que pode ser definido como prática espiritual? Ora, muita coisa. Uma oração, canto, meditação, agradecimento, passe, mantra, defumação, caridade, e por aí vai. A lista é grande, pois o Pai Maior nos abençoou com uma variedade de caminhos para alcançá-lo. Tudo o que eleva nossos pensamentos, que faz a sentir e receber a vibração positiva, que nos impulsiona a ser uma pessoa melhor realiza este trabalho de transformação e purificação da nossa consciência.

No entanto, é necessário muita firmeza e paciência, pois há muitas pedras que tentam nos tirar do caminho. Disciplina para irmos além das nossas emoções e desejos quando necessário. E a prática constante para mantermos conectado com o divino. Mas, na medida em que esta árvore vai crescendo, os nossos padrões de comportamento, pensamento e sentimento vão se transformando também. Vamos nos tornando outra pessoa, e trazendo paz, luz, harmonia à nossa vida. Nossa consciência se amplia a horizontes que nem imaginávamos existir. E vamos nos aproximando do Alto.

“Tudo o que somos é resultado do que temos pensado. A mente é tudo. Nós nos tornamos aquilo que pensamos”. Buda

Anúncios

7 pensamentos sobre “As práticas espirituais e a transformação de nossa consciência

  1. As práticas espirituais e a transformação da nossa consciência

  2. A importância de orar ao acordar e ao dormir – ASTROCURA

  3. Quando a nossa memória falha – ASTROCURA

  4. O desânimo, a firmeza e o tempo da espiritualidade – ASTROCURA

  5. Todo dia tem alguma coisa para agradecer – ASTROCURA

  6. Por que algumas orações parecem não ter respostas – ASTROCURA

  7. A LEITURA COMO UMA FERRAMENTA PARA O DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL – ASTROCURA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s