Não acredite em tudo que você ler

Para tudo o que você imaginar, você vai encontrar um texto de um autor, mais ou menos conhecido, defendendo o ponto de vista. E vai encontrar alguém também se posicionando contra. E os dois afirmando que canalizaram suas produções de guias espirituais das mais elevadas esferas sutis.

Há muita coisa diferente por aí. A multiplicidade de saberes e pontos de vistas é muito benéfica, mas no meio de toda essa diversidade há muita coisa absurda, absurda mesmo, mascarada como a verdade absoluta. E o mais incrível é ver o quão rápido as pessoas acreditam no que leem e compartilham nas redes sociais.

É necessário termos responsabilidade com as informações que repassamos. Principalmente nas redes sociais. Porque ali estão presentes pessoas desesperadas, que estão ávidas por alguma luz, porque não sabem mais o que fazer para os problemas da vida se resolverem. Então, elas se apegam a primeira promessa de vida melhor. E nisso, muitos acabam se submetendo a ritos, magias, trabalhos sem fundamentos, que no final, acaba prejudicando mais ainda a vida deles.

Para lidar com o espiritual, temos que usar o nosso cérebro. A razão e a lógica não se opõem a fé, um complementa o outro. As coisas têm que fazer sentido. Antes de iniciar alguma prática espiritual nova, devemos nos perguntar “se isto não for verdadeiro, pode me fazer mal?”. E quando compartilharmos alguma informação, também devemos nos perguntar “se isto se revelar falso, pode fazer algum mal aos outros?”.

O que acontece também é que muitos têm um certo fetiche pelo o que é novo, pelo o que é diferente no campo da espiritualidade, e muitas vezes usam a novidade para se autoafirmarem diante dos outros. Mas se por um lado, é realmente importante avançarmos nos conhecimentos sobre o mundo espiritual, e que ninguém é portador da verdade absoluta, apresentando-se cada religião/filosofia como um caminho único e diferente para se chegar ao criador; por outro lado, não podemos esquecer que o básico já faz muito por nós: oração, fé, pensamento positivo, reforma íntima, meditação, entre outros.

É claro que o espiritual têm os seus mistérios. Muitas coisas nós realmente não compreendemos, e ainda não estamos em condição de compreender. O conhecimento humano tem os seus limites, ao menos no nosso atual estágio de evolução. Porém, isso não significa nos envolvermos cegamente com qualquer coisa. A fé cega, em geral, traz muitos prejuízos às pessoas. E, atualmente, temos muitas possibilidades de estudar. O conhecimento está disponível para quem quiser nele se aprofundar.

Não é preciso termos pressa. O caminho da espiritualidade é um passo de cada vez, devagarinho. É necessário firmar as bases, antes de se aventurar nos pontos mais avançados. Firmar as bases: cultivarmos a moral, controlarmos nossos pensamentos, estudarmos as leis fundamentais do mundo espiritual. Se fizermos isso nessa vida, essa encarnação já valeu a pena.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Não acredite em tudo que você ler

  1. A importância de orar ao acordar e ao dormir – ASTROCURA

  2. A Espiritualidade Simples – ASTROCURA

  3. A LEITURA COMO UMA FERRAMENTA PARA O DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL – ASTROCURA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s